Respirar pelo nariz ou pela boca?




A técnica da respiração é muito importante para os praticantes de atividades físicas, pois o corpo humano depende exclusivamente do oxigênio para o seu bom funcionamento. Essa técnica de respiração correta ainda é algo muito discutido por profissionais e especialistas da medicina esportiva.

O oxigênio é o principal agente da atividade cardiovascular e sendo assim responsável pela bomba denominada coração, nosso principal músculo.

Uma boa respiração durante o exercício físico é essencial para que o corredor possa dar suas passadas de maneira confortável. A oxigenação durante a corrida é fundamental e, se ela não estiver correta, pode atrapalhar o corredor, que sentirá algumas dores abdominais.


Como fazer?

É difícil falar de regras na respiração na corrida quando, na verdade, cada atleta deve encontrar a maneira que se sinta melhor. Porém, algumas técnicas podem ajudar na hora das passadas.

A maneira ideal de se respirar é inspirar o ar pelas narinas e soltá-lo pela boca de uma forma que seja confortável para o atleta e que não haja nenhuma dor. O importante é o atleta não forçar e respeitar sempre seus limites.

Devemos treinar nossos atletas orientando-os que procurem usar o sistema respiratório de forma cadenciada, ou seja, de forma rítmica, sendo auxiliados nesta orientação, da mesma forma que compassos musicais: 1×1, 2×2, 2×1 2×2(veja exemplo), enfim dentro do ritmo que melhor o corredor puder administrar, lembrando-o de que o oxigênio é responsável direto para que evitemos dores musculares, câimbras, e toda boa performance a ser obtida.

ex.
1×1 – Inspira e expira uma vez (nesse caso, pelo nariz e boca respectivamente).
2×1 – Inspira duas vezes, expira uma vez (indiferente se pela boca ou nariz).
2×2 – Inspira e expira duas vezes, lentamente.

Alguns especialistas também orientam inspirar a cada duas passadas em uma corrida mais leve.

As dores abdominais surgem quando respiramos de uma maneira equivocada. A famosa dor no baço é causada, ao contrário do que muitos pensam, não pela respiração excessiva pela boca e sim pela perda da cadência na respiração.

A melhor maneira de acabar com ela basta diminuir o ritmo e tentar, com mais calma, encontrá-lo novamente. Vai ser muito desconfortável continuar correndo da mesma maneira, já que as dores podem aumentar.

Para encontrar com mais facilidade o seu ritmo nas corridas e aprender a respirar direito, sugiro aulas de yoga e alongamento, elas ajudam no processo de respirar corretamente tanto nos esportes quanto na vida normal.

8 Responses to Respirar pelo nariz ou pela boca?

  1. Isso, muito bom mesmo!
    Permita-me apresentar as dicas do Prof. Medeiros:

    A maioria das pessoas não chega a trocar nem 10% do ar de seus pulmões, fazendo com que grande parte do ar que circula em seu organismo seja um ar viciado.

    Dicas para uma melhor respiração

    1 – Para conseguirmos respirar mais profundamente, é necessário que a musculatura peitoral esteja alongada e relaxada. Pela manhã, ao sentar-se na cama, procure fazer alongamentos dos músculos peitorais, elevando os braços acima da cabeça e entrelaçando as mãos no alto.

    Fique de pé e continue alongando os braços unidos para cima. Com os pés unidos abaixe o tronco e apóie as duas mãos na base da janela. Permaneça nesta posição por alguns minutos.

    2 – Um dia pleno de atividades o espera. Procure respirar plenamente pela manhã, enchendo os pulmões de ar e soltando vagarosamente. Repita esta operação por três vezes.

    3 – Se trabalhar sentado, procure fazer pequenas pausas de duas em duas horas para alongar a coluna e levantar os ombros. A postura ereta também facilita a respiração profunda.

    4 – Pelo menos uma vez por semana procure caminhar em um espaço verde para melhorar a qualidade do ar respirado.

    5 – Comece a prestar atenção em sua respiração. Através deste processo vital você também se alimenta de oxigênio.

    Fonte; http://www.institutomedeiros.com.br

  2. railer says:

    o pilates me ensinou a respirar melhor. quando corro, respiro sempre pelo nariz, mas se aparece a tal dorzinha do lado, eu aprendi a diminuir o ritmo, inspirar profundamente e expirar tudo, forçando o final, pra sair todo o ar. duas vezes já basta pra parar de doer. experimentem.

  3. Como sempre o blog acerta na simplicidade e na escolha do tema do post. Estive justamente procurando solucionar essa dúvida da respiração.sucesso e abraços!

  4. Concordo com essa dica do railer. É boa mesmo, também tenho feito isso e sempre dá certo.

  5. Paulo says:

    Não é um assunto diretamente ligado à respiração esportiva, mas fiz o curso da Arte de Viver, http://www.artedeviver.org.br e foi muito bom aprender outras técnicas de respiração, meditação e relaxamento, resgatadas por um indiano.

    Legal este seu post, achava que a dor abdominal viesse da respiração pela boca mesmo.

    Bj,

    Paulo Massa

  6. Oi Paulo Massa, obrigada pela dica do site. Volte mais vezes. Não consegui acessar seu blog (se existir).

    E vamos respirar mais e melhor!

    Abraços,
    Vãnia

  7. Unknown says:

    Eu sou novata na corrida. Começo a correr e minhas pernas ficam cansadas logo. Ontem eu comecei a respirar pela boca junto com o nariz e sentir uma diminuição do cansaço e dor nas pernas. Pude então aguentar a corrida 10 minutos sem cansar direto (porque normalmente com 3 minutos já canso e volto a caminhar). Então me perguntei se a respiração dos nadadores não seria a melhor para mim e pq não poderia respirar como eles.Fiquei em dúvida e por algumas leituras na internet me parece que não tem problema. Será?

  8. Olá Novata na corrida. O legal para vc que está iniciando a corridaa gora é fazer seus treinos intercalados, 2 minutos de corrida e 2 minutos de caminhada e vá aumentando gradativamente até que vc consiga fazer uma respiração compassada e mai tranquila. Claro que dependendo da intensidade da corrida vc terá que respirar mais pela boca.

    bjs
    Vânia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>